A traqueostomia é um dos recursos que podem ser usados para facilitar a chegada de ar aos pulmões quando existe alguma obstrução no trajeto natural.

Traqueostomia é uma pequena abertura feita na traquéia, que fica na parte anterior do pescoço, próxima ao “pomo de Adão”. Neste local, é introduzido um tubo de metal (chamado cânula traqueal) para facilitar a entrada de ar.

Os respiradores são necessários, pois estima-se que aproximadamente 5% dos pacientes com covid-19 acabem sofrendo a chamada síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA).

“É a resposta inflamatória excessiva (dos pulmões) à infecção, neste caso viral, por coronavírus”, explica Oriol Roca, médico associado do serviço de medicina intensiva do Hospital Vall d’Hebron, em Barcelona.

Em condições normais, respiramos porque nosso diafragma se contrai e deixamos entrar o ar em nossos pulmões. Mas, quando há inflamação, esse processo que, em condições normais usa muito pouca energia, torna-se muito mais difícil para o paciente e pode acabar esgotando-o”, diz o especialista do Vall d’Hebron.

“Então, o que o respirador faz é empurrar o ar para dentro do paciente e também fornecer a ele não apenas ar, mas até 100% de oxigênio, ou seja, muito mais oxigênio do que respiramos normalmente”, resume

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *