ATENÇÃO POPULAÇÃO DE CODÓ: PARA ESTE ALERTA ESCRITA PELO TÉCNICA EM INFERMAGEM NO WATSHAP

O hgm está sendo um dos principais focos de contaminação do Corona vírus , tanto para os profissionais, quanto para os pacientes que já se encontram internados. Atualmente estão sem coordenador de enfermagem, porém um médico está à frente dessa coordenação até o momento.
A enfermagem deve ser gerida, por quem entende de enfermagem, ou seja , por um enfermeiro, profissional este que estudou especificamente as doutrinas da área. No entanto, hoje, quem está coordenando as atividades dos enfermeiros daquele hospital é o Dr. Josué Junior, diretor clínico. Ele está tomando providências que levam a crimes relacionados ao que estamos vivendo hoje, posto que está infringindo recomendações OMS – ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. “De acordo com a OMS passa -se a definir todo caso de síndrome grupal (febre, tosse, dor na garganta ou dificuldade para respirar como caso suspeito da doença. Dito isso segundo a orientação da OMS, o Ministério da Saúde passa a respaldar e orientar o fornecimento de atestado de afastamento do trabalho a todos pacientes portadores de sintomas respiratórios suspeitos de COVID 19. Esse afastamento deve correr o período de 14 dias a partir da data do início dos sintomas”.
Referência: coronavirus.saude.gov.br
Ele está facilitando a propagação da doença, como a Nova Corona Vírus , por não respeitar o período de latência a virulência da COVID 19) disseminando assim esse vírus a outros profissionais e pacientes. Um crime, por arriscar a vida de pacientes com doenças crônicas, sendo a maioria bastante debilitados e idosos entre outros setores.
O que deve ser seguido:
Toda e qualquer pessoa com síndrome gripal como já foi ressaltado acima, deve ter afastamento laboral de 7 dias após o primeiro sintoma de febre e/ou outros sintomas sugestivos à covid COVID 19. Após esses 7 dias o suspeito deve realizar teste rápido e após confirmação permanecer afastado por no mínimo 14 dias para amenizar riscos de propagação do vírus.

Conforme já ressaltado, o Diretor Clínico do HGM não está observando essas orientações e consequente infringindo o que reza nosso Código Penal Vigente em seu artigo 268. Vejamos:

Art. 268 – Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa:
Pena – detenção, de um mês a um ano, e multa. Parágrafo único – A pena é aumentada de um terço, se o agente é funcionário da saúde pública ou exerce a profissão de médico, farmacêutico, dentista ou enfermeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *