O povo não aguenta os discasos de cantanheide ma veja o relato deste cidadão

Repensar a cidade
Meus Amigos e minhas amigas de Cantanhede, tenho acompanhado o dia a dia do povo desta terra, tanto na zona urbana, quanto na zona rural. Vejo um sofrimento em todas as camadas sociais, esquecidas pelo poder público municipal, e, a grande maioria, excluída de serviços básicos a que tem direito como cidadãos.
Iniciamos o ano de 2020, com a perspectiva de mudanças. Ao povo cantanhedense não será  diferente, pois temos a consciência que todos precisam de melhorias e sonhar com tempos novos. Temos fé e esperança, por isso somos fortes e lutaremos para mudar o cenário em que se encontra nossa cidade.
Olhando a infraestrutura, vemos o descaso em nosso município, com as estradas vicinais. No período chuvoso ficam intrafegáveis em alguns pontos por falta de manutenção; há uma gritante situação em todo município em relação as pontes.
Gravíssimo o caso da estrada de São Patrício, devido à má  gestão administrativa municipal. Deixou no inverno passado a população  ilhada e na primeira grande chuva recente, não foi diferente, ilhou novamente  o povo que mora naquela região. Candiba sofre há quase 12 anos sem sua ponte. Percorrendo vários povoados vemos o desleixo em relação  ao bem estar do povo.
Na zona urbana temos a precariedade  da iluminação pública, nas avenidas e suas ruas que estão abandonadas e esburacadas. O sistema de drenagem é  precário. E, ao que todo indica, o gestor municipal não tem interesse em melhorar. As praças abandonadas como: a Praça Francisco  Souto, na chegada da cidade, em frente ao posto de táxi, na avenida Rio Branco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *