Oito prefeituras do Maranhão estão com FPM bloqueado

Gestões municipais ficarão impedidas de usar o recurso até regularizarem a situação junto à Secretaria da Receita Federal

Pelo menos oito prefeituras do Maranhão podem ficar sem o 2º decêndio do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), por conta de irregularidades.

Segundo dados do Siafi (Sistema Integrado de Administração Financeira) do Governo Federal, elas tiveram o FPM bloqueados pela SRF (Secretaria da Receita Federal), nesta segunda-feira 18.

Na lista estão: Bequimão (Zé Martins, foto), Buriti Bravo (Cid Costa), Cidelândia (Fernando Teixeira), Coroatá (Luis da Amovelar Filho), Jatobá (Francisca Consuelo), Santa Helena (Zezildo Almeida), São Benedito do Rio Preto (Maurício Fernandes) e Turilândia (Alberto Magno).

Até que regularizem a situação junto à SRF, as gestões municipais ficarão impedidas de usar o recurso. Para as prefeituras em situação regular, o repasse está agendado para cair nesta quarta-feira 20.

Em valores brutos, os municípios maranhenses deverão receber quase R$ 44,5 milhões do FPM. Comparado com o mesmo decêndio de 2018, de acordo com informação da STN (Secretaria do Tesouro Nacional), houve um aumento de R$ 4,5 milhões, se não considerados os efeitos da inflação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *