Vereador Pastor Max propõe a suspensão da cobrança de empréstimos consignados dos servidores municipais durante a pandemia de Coronavírus em Codó

O vereador Pastor Max deu entrada hoje (29) na Câmara Municipal de Codó, o Projeto de Lei que propõe a suspensão por três meses da cobrança das parcelas de empréstimos consignados contraídos por servidores públicos municipais de Codó junto a instituições financeiras.

O parlamentar argumentou que o projeto será de fundamental importância para os servidores que contraíram empréstimos, pois como a maioria dos brasileiros vem enfrentando graves dificuldades durante a pandemia de novo Coronavírus.

“Levamos em consideração a declaração da Organização Mundial de Saúde (OMS), bem como portarias ministeriais, decretos estaduais e municipais que classificaram o Covid-19 como uma pandemia, um período de grandes dificuldades e que requer maior disponibilidade de renda para toda população”, justificou .

O vereador propõe, ainda, a prorrogação da suspensão da cobrança por igual período ao previsto inicialmente, ou por tempo indeterminado, até que a situação seja normalizada. O Projeto será levado ao Plenário na próxima sessão, para aprovação e o encaminhamento as autoridades competentes.

“São tempos muito difíceis, onde as famílias irão precisar de qualquer renda extra para o seu sustento, cuidados com a saúde, enfim a sua sobrevivência a um período tão duro de nossa história. Tenho certeza que a união de forças e a ajuda mútua entre as pessoas irão nos garantir momentos melhores durante esta fase. Tenho muita fé que iremos superar tudo isso”, concluiu o vereador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *